A Black Friday e a defesa do consumidor

blackfraude-bandeiraA Black Friday é um evento muito famoso nos Estados Unidos, no qual se realizam liquidações para preparar todos os estabelecimentos para a época natalina. No Brasil, em sua grande maioria, as ofertas são disponibilizadas para a aquisição de eletrônicos e dispositivos móveis, uma oportunidade interessante de adiantar, de forma muito barata, os presentes de final de ano.

Apesar dos seus bons objetivos, esse evento costuma gerar grande número de reclamações. Os consumidores, portanto, devem estar conscientes de seus direitos, para que se evitem transtornos na ocasião de realizar compras.

Mesmo estando os preços bem baratos durante esse evento, é muito importante que os compradores estejam cientes que alguns fornecedores oferecem promoções falsas ou não cumprem compromissos de entregas e trocas; igualmente ter-se a noção de que, mesmo comprando em promoção, a garantia dos direitos continua valendo.

Todos os lojistas, independente da época de realização das compras, são responsáveis pelas entregas dos seus produtos de forma correta e de acordo com as condições informadas durante as compras. Porém, muitas lojas, pequenas ou afamadas, podem não honrar seus compromissos, sendo que muitas delas já foram notificadas pelo PROCON.

Por isso, é muito importante verificar a seriedade das empresas e o nível de respeito que elas devotam aos seus clientes. Atualmente, lojas como Submarino e Americanas não apresentam grande número de reclamações, dentre outras empresas que, cada vez mais, vem investindo no respeito ao consumidor.

Caso algum problema aconteça na entrega de sua compra, você deve procurar seus direitos, pois os fornecedores devem respeitar o Código Nacional de Defesa do Consumidor (CNDC), o qual prevê, nesta situação, que você poderá desistir em até sete dias contados a partir da data do recebimento dos produtos e ter seu dinheiro devolvido (direito de arrependimento, artigo 49 do CNDC). Porém, este artigo é válido somente quando a compra é realizada fora do estabelecimento comercial, como é o caso de compra pela internete ou telefone.

Em decorrendo este prazo e você se ver prejudicado, contate o PROCON de sua cidade, pois há situações em que este prazo pode se estender para 30dias, 90 dias e até cinco anos, se houver danos a sua saúde ou integridade física. Nestes casos, o PROCON prestará as informações que serão úteis para sua situação, o que, certamente, auxiliará na resolução do seu problema, o mais rápido possível.

Em síntese, a Black Friday é uma ótima oportunidade para se adquirir dispositivos móveis e eletroeletrônicos, em geral, mas você deve estar atento para promoções falsas e verificar as empresas que vem investindo no respeito ao consumidor, como Submarino e lojas Americanas. Caso você tenha algum problema com a entrega de sua compra, você terá sete dias para recebê-la ou terá seu dinheiro de volta. Em decorrendo este prazo, procure o PROCON, para que possa examinar a particularidade do seu caso.

Fonte: internet

Imagem, fonte: http://daslissblog.blogspot.com.br/2013_11_01_archive.html

One thought on “A Black Friday e a defesa do consumidor

  1. I just want to say I’m very new to blogging and certainly savored your website. Probably I’m going to bookmark your blog . You amazingly come with fabulous posts. Appreciate it for sharing with us your web-site.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *