O que você acha da integração do Ipad com Iphone?

Ipad e IphoneAlgo que podemos verificar com uma determinada facilidade, é o fato de que, quem é cliente Apple, é realmente cliente Apple e, mesmo que tenha interesse em outros dispositivos, inovações ou serviços, costumam manter-se fieis à marca.

Portanto, como forma de brindar seus fieis clientes, seria interessante que a Apple desenvolvesse um produto que já vem sendo fabricado por outras empresas. Trata-se dos padphones que, no caso da Apple, seria a integração do Ipad (tablet) com o Iphone (smartphone). Isto possivelmente seria muito desejável para um vasto número de atuais e potenciais clientes Apple.

O Ipad, sendo um tablet específico, tem também funcionalidades específicas e isto é bem representado pelos seus aplicativos exclusivos; porém, como todo tablet, é dotado de tela touchscreen (sensível ao toque), maior que a de um padphone, mas que permite executar tarefas corriqueiras, como redigir e editar texto digitando diretamente na tela.

No entanto, um dispositivo com tela um pouco menor, resultante da integração do Ipad com o Iphone que, talvez, seja desejado por muitos clientes Apple; e que, também, poderia atender aos anseios de muitos usuários de tecnologia que, por várias razões, muitas das quais desconhecidas, prefiram um aparelho menor, porém dotado de mais recursos do que um smartphone ou mesmo um padphone.

Isto poderia incluir, por exemplo, além das propriedades características de ambos, Ipad e Iphone, alguns recursos exclusivos, como o face time e as melhores atualizações do Iphone e aplicativos exclusivos do Ipad, enfim, uma boa combinação de recursos de ambos para proporcionar aos clientes Apple, o que há de mais primoroso nestes dois aparelhos, para que, assim, essa integração possa se converter em um dispositivo competitivo no mercado.

Porém, no momento, ainda não podemos dispor dessa integração, embora isto não seja impossível de ocorrer em breve, mas que precisaremos aguardar por algum tempo até que isto aconteça.

Este aparelho seria recomendado para pessoas que tenham, por exemplo, a necessidade de trabalhar utilizando um tablet (computador portátil de alto desempenho) e, ao mesmo tempo, dispor de recursos do Iphone, assim como a possibilidade de administrar os aplicativos tanto de forma profissional como pessoal.

A integração de tais aparelhos produziria não somente a sensação de que se dispõe de muito mais do que dois dispositivos em um só, como também pode se tornar um excelente instrumento de tecnologia para se comunicar e se ter acesso a internete; e ainda se dispor de um aparelho com tela menor, aumentando, consequentemente, sua portabilidade, além da possibilidade de gerenciar aplicativos, que poderão ser baixados de forma independente.

Em síntese, para que a integração do Ipad com o Iphone se converta em um dispositivo competitivo, é necessário que a Apple reúna, neste novo aparelho, o melhor do Ipad com o melhor do Iphone, além das funções fundamentais de computador portátil de alto desempenho e telefone móvel; e assim, brindar seus clientes fiéis, assim como os novos usuários, potenciais clientes Apple, que aspiram por este novo aparelho. E então, o que você acha dessa integração?

Fonte: Internet

Imagem, fonte: http://www.akitaonrails.com/2010/04/06/off-topic-segunda-impressao-do-ipad#.UwPh2mJdUgk

Padphone, uma fusão do tablet com o smartphone

PadfonesMuitas pessoas, nos dias de hoje, têm um grande interesse em comprar um aparelho tecnológico com diversas funcionalidades e recursos em um só dispositivo. Sendo assim, vejamos quais seriam os benefícios de se adquirir um tablet que apresente um smartphone integrado, o qual já existe no mercado e vem sendo chamado de Padphone.

Os tablets convencionais, geralmente, não tem local para receber um chip de telecomunicação móvel, no entanto, atualmente podemos encontrar tablets que possuem este local, inclusive para dois chips, pois assim, óbvio, você pode dispor de duas operadoras para se comunicar.

Pode-se encontrar, nas lojas, uma grande variedade de marcas que produzem Padphones, as quais permitem que se faça uso de recursos que são considerados de exclusividade dos tablets.

Podemos destacar, por exemplo, os Padphones da Genesis e é claro que não podemos de forma alguma deixar de citar a Samsung, que fabrica o Galaxy Note, o qual possui entrada para um só chip, mas que em compensação, apresenta processador de dois núcleos; além de que os recursos dos smartphones se tornam diferenciados no Padphone, como navegar e participar de jogos online, já que ficam muito mais velozes e, portanto, mais interessantes do que nos simples smartphones; vídeos em vários formatos e legendados, entre outros recursos.

O Padphone apresenta dimensões superiores às dos smartphones, porém, inferiores às dos tablets. O Galaxy Note, por exemplo, apresenta tela de 5.3 polegadas. As dimensões podem apresentar pequena variação de acordo com a marca e com o modelo.

Se você gostou da ideia de ter um smarthphone combinado com um tablet num só aparelho e está interessado em adquirir um Padphone, poderá adquiri-lo com um desembolso de no mínimo 130,00 dólares (Padphones chineses) e o mais caro é o Padphone 2, que custa cerca de 850,00 dólares (produzido pela Asus), todos vendidos fora do Brasil. O Galaxy Note 3, vendido no Brasil, custa de 2.200,00 a 2.900,00 reais. Portanto, observe que os preços podem variar com a marca e com o local onde é comercializado.

O Padphone é recomendável para usuários de telefonia móvel que preferem utilizar fones de ouvido, já que seu tamanho parece um tanto desconfortável para levá-lo próximo à orelha e, também, para aqueles que desejam o bom desempenho operacional, serviços e aplicativos dos tablets, assim como os recursos dos smartphones de forma melhorada, em cosequência de uma configuração mais aprimorada.

O primeiro Padphone foi desenvolvido pela Asus e lançado no mercado no segundo trimestre de 2011, estando, portanto, há quase três anos no mercado e vem se popularizando aos poucos. Custava, na época do seu lançamento, cerca de 200,00 dólares.

Para sintetizar, pode-se dizer que O Padphone é um gadget intermediário entre o tablet e o smartphone. As suas dimensões são menores que a de um tablet, porém maiores que a de um smartphone. Combina o elevado desempenho, os recursos e funcionalidades dos tablets com a função de telefonia móvel e outros recursos disponíveis nos smartphones.

Fonte: Internet

Imagem, fonte: http://blackmoore.wordpress.com/

Playbook: o tablet com blackberry integrado

PlaybookO Tablet BlackBerry® Playbook™, Tablet Playbook, Blackberry Playbook, ou simplesmente Playbook é um tipo de tablet que permite que você acesse a todas suas informações corporativas com toda a segurança e em qualquer lugar e, para isso, contará com suporte para conexão de internete 4G.

Você poderá impressionar seus clientes fazendo uma série de apresentações com um exclusivo recurso de divisão de tela, ou ainda gravar vídeos em alta definição, além de muitas possibilidades imagináveis que estarão a sua disposição.

Cada vez mais os tablets estão conquistando o mercado e, o que é realmente difícil, é encontrar um que possa ser ideal e compatível com todas as suas necessidades, por isso confira a seguir alguns pontos positivos do Tablet Playbook.

Você não precisará contar com botões para utilizar um Playbook, pois toda sua interface é baseada em uma tela touchscreen. Com um simples toque de dedo, para baixo ou para cima, mostra todos os seus aplicativos abertos, e ainda, de cima para baixo, poderá mostrar todos os menus com as opções dos aplicativos existentes.

Uma vantagem que o tablet Playbook apresenta é que ele pode filmar em alta definição, tanto nas câmeras frontais como na traseira. A traseira conta com 5 megapixels de resolução e a frontal com 3 MP. Outro diferencial que possui é a sua integração com o smartphone Blackberry, no qual você poderá sincronizar serviços com o tablet, tornando os aparelhos sincronizados.

Atualmente existe apenas um modelo disponível no mercado, o qual possui um processador de 1GHZ e conta com 1GB de memória RAM e tela com resolução equivalente a 1024 x 600 pixels. O preço de mercado é a partir de 299 dólares, portanto semelhante ao preço dos Ipads disponíveis no mercado atualmente.

Este dispositivo é indicado, principalmente, para usuários corporativos, porém nada impede que possa ser utilizado por crianças e adultos ou por pessoas de qualquer idade. O Playbook deverá ser lançado no Brasil em meados do primeiro ou segundo trimestre de 2014 e promete ainda surpreender seus usuários.

Em síntese o Playbook contará, como recurso principal, os serviços Blackberry integrados a um tablet, além da inovação da de divisão de telas, a qual é também sensível ao toque; câmeras frontal e traseira consideradas de alta resolução, capacidade de gravar vídeos em elevada definição, suporte para conexão com internete 4G e preço semelhante ao dos Ipads. É esperar para ver.

Fonte: Internet

Imagem, fonte: http://www.playbookdaily.com/blackberry-playbook-wallpapers/

MacBook: o que é?

design_unibody1É, atualmente, uma série de modelos de notebooks da empresa Apple Inc., que tiveram origem no protótipo do Macintosh (1984), primeiro computador pessoal a inovar a interface gráfica, algo revolucionário para seu tempo.

O MacBook substituiu a série iBook G4 e o PowerBook, sendo que o primeiro MacBook foi lançado em maio de 2006. Suas mais recentes atualizações ocorreram em 2008 e 2010, as quais promoveram mudanças no gabinete, que passou a ser fabricado em alumínio ou policarbonato.

O MacBook é fabricado em duas cores: preta e branca, a cor clássica, sendo que o modelo de cor preta é um pouco mais caro que o de cor branca de mesma configuração. O macbook pode ser fechado através de um mecanismo de trava magnética e o disco rígido é protegido por um sensor; é pré-carregado com o sistema operacional Mac OS X versão 10.6 Snow Leopard; a autonomia do ciclo de bateria é de 10 h com wireless em uso, porém pode cair pela metade com a quantidade de trabalhos em execução, ainda assim, é uma autonomia bastante respeitável.

macbook-blackO monitor é do tipo brilhante, cujas propriedades reflexivas aumentam a saturação de cores e possui ângulo de visão menos amplo, quando comparado aos monitores antirreflexo, entretanto, pode refletir brilhos de luz.

O teclado é imbutido, portanto não removível, cada tecla é posta diretamente no gabinete, oferecendo propositalmente uma sensação de resistência.

Atualmente, o rendimento gráfico é muito superior, pois o macbook utiliza processador gráfico NVIDIA GeForce 320M com 256 Mb de SDRAM DDR3, capaz de executar atividades graficamente exigentes.

Atualmente é produzido e comercializado em dois modelos básicos: o Macbook Pro e o Macbook Air.

O MacBook Air pode ser desmontado facilmente, bastando remover suas peças superficiais para ter acesso a, praticamente, qualquer componente interior, como disco rígido e memória RAM, que são consideradas pela Apple como peças substituíveis, não havendo quebra de qualquer termo de garantia na substituição de um e outro pelo usuário. A Apple ofereçe uma orientação passo a passo para substituir disco rígido e memória RAM. Ao contrário, no Macbook Pro, a substituição dessas peças é bem mais complicada, podendo somente ser feita por serviço autorizado para evitar a quebra do termo de garantia.

Fonte: Internet

Qual o melhor? Tablet, notebook ou ultrabook


4cadba4330c9b6cbee2ea1d9a98d0533O tablet assim como o ultrabook são, ambos, computadores portáteis de elevado desempenho, como também, de certo modo, podem ser considerados gadgets híbridos; já que o tablet, apresenta características de smartphone e computador pessoal (PC), enquanto que o ultrabook, tem características de netbook e notebook.

O tablet tem maior robustez e apresenta mais recursos que os melhores smartphones, porém são menos pujantes que os desktops e notebooks, enquanto que o ultrabook é semelhante ao tablet na velocidade de inicialização e autonomia do ciclo da bateria, porém apresenta mais poder de processamento, igualando-se aos melhores notebooks, sendo que os modelos de configuração mais robusta podem ser superiores a tais notebooks.

Em verdade, não se trata de eleger qual o melhor entre os três, pois cada um deles está direcionado a um tipo de público-alvo, conforme suas características físicas e configuração de hardware e software.

Além da portabilidade, o tablet apresenta algumas funcionalidades presentes em desktops, notebooks e ultrabooks, sendo que sua principal função, e nisto é semelhante ao netbook, é fornecer acesso a internete via wi-fi ou por meio de chips de celulares para internete móvel (3G ou 4G).

O tablet apresenta tela sensível ao toque (touchscreen), medindo de 7 a 10 polegadas e teclado virtual. O ciclo de autonomia da bateria é altamente vantajosa em relação aos notebooks, apresentando durabilidade entre sete a dez horas de uso contínuo, além de ligarem e desligarem rapidamente. Também apresenta portas de conexão USB, HDMI, assim como slots para cartão de memória.

GALAXY-Tab-P1000-Product-image-4Os processadores utilizados no tablet são do tipo ARM, Samsung, Quadcore, etc., que, ao contrário dos processadores da Intel, não esquentam, portanto dispensam a utilização de ventoinha para resfriar o processador, já que suportam a longa duração da bateria, além de serem rápidos e eficientes. No entanto, são processadores bem menores que os tradicionais utilizados nos desktops e, por essa razão são incapazes de executar programas robustos, seja de áudio, vídeo ou de cálculos complexos. Em suma, o hardware constituinte do tablet permite trabalhar bem apenas com sistemas operacionais e aplicativos leves e pequenos softwares.

O tipo de armazenamento é em drive SSD, uma espécie de HD baseado em memória flash, a qual está presente também nos pen drives e cartões de memória. A memória flash torna o tablet mais veloz e otimiza o ciclo de autonomia da bateria.

Os sistemas operacionais utilizados pelos tablets são basicamente três: 1) IOS – é o sistema operacional mais antigo, foi desenvolvido pela Apple e está presente no seu tablet, o Ipad; 2) Android – sistema operacional desenvolvido pelo Google é, muito provavelmente, o mais utilizado no mundo e; 3) Windows – é o sistema mais novo, sendo ainda utilizado em poucos modelos.

Os aplicativos utilizados tanto no sistema operacional Android como no IOS podem ser comprados em lojas online (App store), embora ambos disponibilizem aplicativos gratuitos, sendo que o sistema Android fornece um número bem maior de aplicativos gratuitos. Por exemplo, para trabalhar com planilhas e edição de texto do pacote Office da Microsoft, você precisará de um aplicativo, que poderá ser adquirido nas lojas online de aplicativos da Apple (Apple App Store) ou do Google (Androide Marketplace) ou ainda lojas particulares de alguns fabricantes.

O tablet é recomendado para quem gosta de trafegar na web e compartilhar conteúdos online (fotos, músicas, vídeos, e-mails, chats, redes sociais), vídeos-conferências, ler livros digitais (e-books), além de editar textos e planilhas. Mas, apesar de todas estas empregabilidades, é menos competente que o notebook devido ter menor poder de processamento.

O notebook, por sua vez, atende a uma ampla faixa de usuários, já que é produzido nas mais diversas configurações, porém é lento para inicializar, apesar de apresentar tempo médio do ciclo de bateria satisfatório, em torno de cinco horas. O ultrabook é para quem deseja velocidade e não quer perder tempo diante de um computador, além de que atende às necessidades de muitos profissionais que dependem de um aparelho mais robusto.

Fonte: Internet

imagem 2 – fonte: http://stelladauer.geek.com.br/assets/0001/7425/GALAXY-Tab-P1000-Product-image-4.jpg?1306100962

Notebooks, netbooks e ultrabooks: semelhanças e diferenças


free-hp-6720-laptopA tecnologia de computadores e dispositivos móveis está frequentemente lançando novos produtos no mercado, em função da concorrência entre as grandes empresas deste setor. Nos últimos seis anos surgiram o netbook, o ultrabook e o tablet, de certo modo, como versões alternativas aos notebooks, porém destinadas a públicos específicos.

O Notebook é, há mais de 20 anos, a primeira referência de portabilidade para computadores e, por ser o protótipo base, é o de maior peso (2 kg em média); é também o que proporciona maior quantidade de modelos disponíveis para venda, tanto os de configuração básica como os de configuração mais exigente, atendendo, portanto, uma grande diversidade de necessidades de usuários.

O notebook, também denominado laptop, possui todas as funcionalidades de um computador de mesa (desktop) e, como todos os dispositivos eletrônicos móveis, a energia necessária para seu funcionamento provém de uma bateria.

Até agosto de 2013, os seus preços variavam entre R$ 765,00 que são, evidentemente, aparelhos menos robustos, a máquinas de grande potência e competência por R$ 12.000,00.

Entre as vantagens do notebook pode-se destacar o fato que possui o melhor custo e proporciona o maior benefício, assim como oferece ao consumidor a maior probabilidade de encontrar um modelo muito próximo da necessidade de cada usuário. Sua desvantagem é o seu peso, que reduz sua portabilidade.

O netbook apareceu no mercado, no final de 2007, como forma alternativa ao notebook. De maior portabilidade que o notebook, apresenta tela e teclado menores, assim como poder de processamento de menor capacidade, portanto são mais leves, de menor custo e de uso otimizado quando comparado aos notebooks. Sua tela mede, em média, 13 polegadas e pesa cerca de 1 kg.

Net HP miniO netbook foi desenvolvido para o público usuário de internete, para a qual apresenta conexão wireless e portas USB, que permitem utilizar modem de internete móvel, além de servirem para acoplar mouse, pen drive ou HD externo, que podem auxiliar o usuário no armazenamento de dados; já que o netbook possui configuração limitada, especialmente para jogos que exijam muita velocidade e programas gráficos complexos. Caso faltem portas USB, o usuário ainda pode utilizar o adaptador de portas USB, ampliando, assim, as possibilidades de uso, inclusive para pequenas impressoras.

Com todas essas possibilidades, o netbook pode se tornar o dispositivo móvel ideal para quem trabalha com apresentações, palestras, seminários, aulas, etc. e deseja portabilidade.

Até agosto de 2013, custavam entre R$ 219,00 a R$ 1.005,00; apesar do baixo custo e ótima portabilidade, o netbook apresenta como desvantagens o fato de não possuir leitor de CD e DVD, a não ser que seja ligado a um leitor externo via porta USB; o teclado e o monitor pequenos podem ser incômodos para algumas pessoas; a sua configuração de hardware limitada não é indicada atividades que requeiram velocidade do processador.

O ultrabook foi idealizado pela Intel em 2011, a qual define suas características de produto acabado, é um dispositivo portátil com características de notebook e netbook. Não apresenta unidade de CD e DVD, como o netbook, porém seu tamanho e desempenho são semelhantes aos do notebook, mas se diferencia basicamente por apresentar menor espessura, o que o torna mais leve e mais econômico em energia e isto contribui para aumentar a durabilidade do ciclo de sua bateria, assemelhando-se, novamente, ao netbook.

Portanto, o ultrabook é um dispositivo portátil ultrafino, com elevado desempenho do processador, elevada capacidade de armazenamento e grande autonomia de bateria. Possui as dimensões de um notebook convencional, com telas entre 13 e 14 polegadas, porém, pesando menos de 1 kg, apresentando em média, 20 mm de espessura. É o que apresenta a melhor execução gráfica, porém não excede os notebooks tops de linha.

Cópia de ultrabook w3O ultrabook deve apresentar algumas especificações mínimas para ser considerado como tal. Dentre estas especificações estão 21 mm de espessura máxima, processador Core série i, pelo menos 16 Gb na capacidade de armazenamento SSD, uma porta USB 3.0 e inicialização em até 7 seg.

No comércio, podem-se encontrar modelos de ate 512 Gb de armazenamento em SSD, no entanto, o mais comum são os modelos entre 32 e 128 Gb. Com este intervalo já se consegue maior velocidade para ligar e abrir programas, tanto para notebook quanto para ultrabook.

Apesar do seu elevado custo, suas maiores vantagens são seu elevado desempenho com amplo ciclo de bateria associados à portabilidade, sendo mais indicado para profissionais que precisam de um instrumento com maior velocidade de processamento, como desenvolvedores, editores gráficos e de áudio, etc.

O preço do ultrabook depende de sua configuração de hardware. Até agosto deste ano, aqueles de configuração mediana custavam cerca de R$ 1.300,00 e, os de configuração mais avançada, custavam cerca de R$ 8.000,00 ou mais.

Fonte: Internet

Ultrabook: o que é


VF01Trata-se de um novo dispositivo móvel, um ultraportátil de elevado desempenho introduzido no mercado em 2011. O ultrabook é um tanto parecido com um netbook ultrafino, já que não possui unidade de CD e DVD. Os ultrabooks já estão conquistando espaço no mercado de dispositivos móveis.

O ultrabook surgiu como resposta da Intel para não perder espaço no comércio de Tablets em geral e, para Apple, na venda do Macbooks Air.

Com desempenho comparável ao do notebook, os ultrabooks tem melhor competência para jogos e capacidade para exibir vídeos que exigem alta resolução que os netbooks.

Conforme critérios estabelecidos pela Intel, os melhores modelos de ultrabooks devem apresentar espessura de, no máximo, 18 mm (modelos de até 13,3 polegadas) ou 21 mm (modelos de pelo menos 14 polegadas); inicialização veloz, hibernação em até sete segundos, duração da bateria de cinco a oito horas, além de sistema de proteção que garanta ao usuário acessar rapidamente seus documentos ou aplicativos.

Por serem idealizados pela Intel, possuem processadores Intel Core com velocidades que podem variar de 1,4 a 1,8 Ghz; apresentam bom desempenho para as tarefas mais comuns da maioria dos usuários; também podem apresentar uma arquitetura para que permita ótimo processamento gráfico, assim como algumas tecnologias que viabilizem um menor consumo de energia.

Os ultrabooks utilizam o dispositivo de armazenamento SSD, que são mais rápidos que os discos rígidos convencionais (HD); porém, alguns modelos comportam um disco rígido convencional mesclado com um SSD, o que os torna economicamente mais acessíveis, sendo chamados de modelos híbridos.

Os ultrabooks não híbridos ainda apresentam a possibilidade de se conectar a um disco rígido externo por meio de uma porta USB 3.0, caso isto se faça necessário ao usuário, pois os modelos que comportam armazenamento via SSD, em geral, apresentam SSD de 128 ou 256 Gb.

Outra inovação presente nos ultrabooks é a tecnologia antirroubo, que objetiva proteger dados do usuário, tornando possível sua inutilização por meio da internete, assim como protege a identidade do usuário ao realizar operações comerciais e bancárias pela web.

Com tantas inovações agregando valor, os ultrabooks apresentam preços elevados, custando, aproximadamente, o correspondente a um notebook, equivalente em configuração, acrescido de 25%. De abril a junho de 2013, em algumas capitais brasileiras observou-se um valor mínimo de R$ 2.000,00 e um valor máximo de R$ 4000,00.

Dentre alguns modelos que podemos recomendar para compra, considerando como primeiro critério a capacidade de armazenamento do SSD/HD, como segundo critério a capacidade da memória RAM, como terceiro a velocidade do processador e, como quarto, o preço, temos o modelo HP Envy 4-1150br, de preço um tanto alto, e o modelo Acer Aspire M M5-481T-6195, de preço mais acessível e de muito bom desempenho para aplicativos gráficos e jogos.

PDAs e smartphones


handheldPDA (Personal Digital Assistant) ou assistente pessoal digital é o nome genérico dado para computadores de mão ou de bolso (PC pocket). Os PDAs podem ser divididos em handhelds e palmtops. Os handhelds possuem o mesmo desenho básico dos notebooks (teclado acoplado à tela e ambos ligados por um eixo que permite abertura e fechamento como um livro), porém são mais leves e permitem a execução de tarefas básicas, como processamento de textos, cálculo de planilhas, agenda eletrônica, e armazenamento de informações. PalmTop Organiser-250-257Os palmtops, mais compactos que os handhelds, ao contrário, não possuem teclado para entrada de texto, mas sim um teclado gráfico capaz de reconhecer a letra do usuário, cuja entrada é realizada por uma caneta digital a laser. Os palmtops foram popularizados a partir dos anos 90, sendo que, em 1996, surgiu um importante destaque na indústria dos PDAs, o Palm Pilot, que foi lançado no mercado como uma ferramenta moderna, fácil de usar, com intuito de substituir papel e caneta. O Palm Pilot media 12cm de altura e pesava 160g, podia executar cerca de 100 tarefas, além de dispor de sincronização tanto com computadores da Microsoft como da Apple. A ideia do PDA associada ao telefone celular deu origem ao Smartphone, que, ao contrário do palmtop cabe realmente no bolso ou na palma da mão, além de possuírem recursos adicionais como conectividade à internete e a possibilidade de instalar aplicativos para execução de diversas funções. Alguns palmtops também possuem conectividade à internete como o HP Ipaq Hx2790, que apresenta conectividade via bluetooth e wi-fi. Embora os smartphones tenham crescido amplamente em popularidade, os PDAs ainda possuem um pouco de espaço para públicos específicos. Muitas pessoas ainda usam PDA para seu trabalho, como vendedores, entrevistadores, policiais e pesquisadores. De acordo com o site Canaltech, os palmtops podem ainda ser encontrados em lojas especializadas em várias locais do Brasil a preços relativamente módicos, no entanto, os aparelhos raramente são atualizados pelos principais responsáveis pelo sistema operacional, como a Microsoft e HP. Entretanto, isto pode até mesmo constituir-se em uma vantagem, em função da estabilidade da plataforma. Na hora de decidir-se pela aquisição de um PDA ou de um smartphone, deve ser levado em conta qual dispositivo atende com mais precisão as necessidades de cada usuário, incluindo os aspectos estéticos, além dos técnicos, assim como conforto na hora de usar. Se o usuário não se sente confortável ao usar o smartphone, como PC pocket, por exemplo, devido considerar que suas dimensões diminutas não o deixam confortável para elaborar um arquivo do Word, então ele há de preferir um PDA com teclado (handheld) ou mesmo um netbook, que não cabe num bolso, mas cabe numa pasta. Assim, temos várias outras situações a considerar, como preço, serviço de internete, acessibilidade, como também há os usuários que consideram as práticas de sustentabilidade dos fabricantes e comerciantes. O PDA também pode ser preferido, também, se o smartphone contar apenas com um software básico, como o Pocket Office, incapaz de criar e editar documentos do Microsoft office, permitindo apenas vê-los.

Fonte: Internet