Google TV será possivelmente reformulado para Android TV

1 Google tvDispositivos e aplicativos multimídia relacionados com emissoras de TV e internete são, frequentemente, pouco conhecidos do público em geral. Por isso vou agora lhe apresentar o Google TV, um gadget receptor de emissoras de TV.

O Google TV, lançado em outubro de 2010, pretendia ser uma linha de dispositivos receptores de TV. Estes dispositivos chegaram a ser fabricados pela Sony, Logitech, Intel (primeira geração), LG, Samsung e Vizio (segunda geração), nos quais havia um sistema operacional integrante do Android, que, conectado através de porta HDMI, wi-fi ou a cabo, transformava o televisor em uma Smart TV.

A ideia principal do Google TV era reunir, em um só aparelho, um computador com acesso a internete e um televisor, tranformando-os em uma Smart TV com a mais ampla programação e opções de entretenimento multimídia, que, TV e internete, juntas, podiam proporcionar ao usuário. Isto foi realizado, ainda que parcialmente, pois a fabricante Sony chegou a produzir um televisor com o sistema Google TV imbutido. Portanto, TV e internete seriam acessados a partir da mesma plataforma, uma Smart TV com sistema operacional imbutido ou não.

O Google TV constituído, assim, de um sistema operacional e plataforma baixa, projetava funcionar por meio de busca, através da tela inicial característica do Google, onde seria colocado, na barra de pesquisa, o conteúdo desejado, por exemplo, um canal de TV, um programa de TV, um aplicativo, etc.

O Google TV possuia diferenciais, alguns altamente vantajosos, que lhe davam destaque, dentre outros, o de que tanto poderia exibir conteúdos da internete como de TV; como também a possibilidade de dispor de recursos de celulares e smartphones para acessar conteúdos ou executar aplicativos do sistema Android no televisor.

Isto poderia ser feito por meio de tecnologia Bluetooth, que tornaria possível procurar um conteúdo pelo celular e transmití-lo para o televisor. Você também poderia controlar a programação da TV, ao invés de Bluetooth, por meio da utilização de um sistema de reconhecimento de voz disponível no smartphone de sistema Android; além de legendas com tradução simultãnea em vários idiomas, o que normalmente não é oferecido em serviços de streaming.

sony-nsz-gs7-internet-player 7O Google TV, enquanto uma plataforma baixa (gadget) desenvolvida em parceria com a Sony, foi denominado, inicialmente, de Internet Player Sony, no qual vinha imbutido um sistema operacional integrante do Android, que por meio de uma Smart TV, tornava possível dispor de serviços de vídeos da web, como Hulu, Netflix, BitTorrent, e sites de emissoras de TV, juntando tudo, numa só lista, os canais de internete e de TV de acesso não gratuito.

O Internet Player Sony tinha 8 GB de memória interna e requeria uma velocidade mínima de 2,25 Mbps para utilização de todos os recursos; apresentava controle remoto com sensor de movimento; funções de mouse de um lado e teclado qwert com iluminação semelhante à de mouse ótico de outro, como também possuia um comando que permitia dividir a tela em duas partes, o que permitia assistir a TV e acessar a internete ao mesmo tempo, porém apresentava uma quantidade limitada de conteúdos e aplicativos, os quais estavam especialmente voltados para redes sociais e podiam ser baixados da loja Google Play.

O Internet Player Sony era vendido com um aplicativo pré-instalado (Entertainment Network), que permitia acessar programação da Globo, Record, Netflix Brasil, Climatempo, SBT, UOL, IG, dentre outros parceiros.

Modificações posteriores na interface colocaram na tela inicial uma lista de aplicativos representados por ícones que, por meio de controle remoto, davam acesso aos conteúdos, tornando-a um pouco mais interativa e amigável ao usuário. O acesso a internete era feito pelo navegador do Google, o Chrome.

Quanto a disponibilização para os usuários, a proposta inicial era funcionar semelhante a uma TV a cabo, em que o interessado contrataria os canais de sua preferência, porém o que você quisesse assistir, ao invés de fazer agendamento, devia ser pesquisado na barra de busca do Google.

googletv 6No Brasil, o Google TV se defrontou com vários problemas para emplacar, dentre eles podemos destacar o fato de que as emissoras estrangeiras preferem vender seus conteúdos para as emissoras nacionais, tanto de regime aberto como por assinatura. Outro problema bastante significativo é o fato de que, para evitar pirataria, as TVs a cabo possuem conteúdo codificado e cada emissora possui seu próprio código, necessitando, portanto, do desenvolvimento de aplicativos decodificadores (Ir Blaster) para cada operadora de TV.

Talvez uma busca de parceria do Google com cada emissora de TV possa contornar este problema. Neste caso, o Google deverá adquirir permissão para desenvolver um decodificador para cada emissora ou, de outro modo, as próprias operadoras brasileiras que resolverem aderir ao Google TV, poderão desenvolver um aplicativo Android com esta finalidade, mas tudo dependerá de acordos ou parcerias entre cada emissora e o Google, o que, certamente, demandará muito tempo.

Embora o Google TV tenha a alternativa vantajosa de ser um sistema operacional imbutido em uma plataforma e não somente um “Google box”, como no caso da Apple TV, para que possa emplacar, alguns editores de tecnologia sugerem que seja feito um pouco mais que o mínimo, como ofertar aos usuários, individuais e corporativos, serviços de videoconferência, bibliotecas de vídeos online, integração de dispositivos móveis mediante o sistema Android, além de inovação em aplicativos para todas as plataformas baixas, especialmente aqueles que podem facilitar a comunicação corporativa, principalmente por meio de transmissão de vídeos.

Alguns podem até pensar não ser necessário televisão com internete, porém com a crescente digitalização de todas as formas de conteúdo, será um forte motivo, especialmete para clientes corporativos, para justificarem os seus consumos.

P1030257Atualmente, o Google TV está passando por reformulações. As previsões para a nova versão do Google TV, que muito provavelmente poderá se chamar Android TV, deverá ser lançado ainda este ano e apresentar novidades, como câmera imbutida para vídeoconferência, as quais serão feitas por meio do sistema hangout do Google.

Além dos serviços já conhecidos, a nova versão, a provável Android TV, contará, na parte de hardware, com controle sensível ao toque, o qual poderá ser utilizado para entretenimento com games e, no quesito software, de forma complementar, será capaz de executar games por meio de controle de toque. Provavelmente também virá com um número maior de parcerias com emissoras de TV, aumentando, dessa forma, as opções de entretenimento multimídia para o usuário.

Alguns usuários de fóruns sobre tecnologia comentam que, embora a Apple TV e o Google TV não sejam muito conhecidos do consumidor brasileiro, o Google TV tem muito maiores opções de serviço que a Apple TV, muito além de Netflix, Youtube ou Itunes, pois o Google TV dispõe, praticamente, toda a web para seus usuários. Talvez o que falte seja mais divulgação sobre tais serviços.

Em suma, o Google TV foi lançado em outubro de 2010, passando por duas gerações sem muito sucesso, tropeçando, principalmente, nos entraves interpostos pelas emissoras de TV, tanto nacionais como estrangeiras, apesar dos diferenciais que o Google TV pode proporcionar, que seriam muito apreciados pelos seus usuários e que também poderiam trazer benefícios para as operadoras de TV. No entanto, o Google demonstrou não ser de atirar a toalha e vem persistindo neste projeto, procurando novos acordos e parcerias e, assim, lançará, ainda este ano, o Android TV, a nova versão do Google TV.

Imagem 1, fonte: http://www.theverge.com/2013/7/25/4556420/google-tv-update-to-add-google-cast-streaming-support

Imagem 2, fonte: http://www.streamingmedia.com/Producer/Articles/Editorial/Featured-Articles/Review-Sony-Google-TV-NSZ-GS7-84646.aspx

Imagem 3, fonte: http://www.canadianreviewer.com/cr/2012/6/25/google-tv-comes-to-canada-via-sony-internet-player-for-200.html

Imagem 4, fonte: http://www.google.com/tv/

7 thoughts on “Google TV será possivelmente reformulado para Android TV

  1. I just want to say I’m very new to blogs and really enjoyed you’re web page. Very likely I’m want to bookmark your website . You certainly have superb articles and reviews. Thanks for sharing with us your webpage.

  2. I simply want to mention I am just new to weblog and truly loved this web-site. Probably I’m want to bookmark your website . You amazingly come with really good articles and reviews. Bless you for revealing your website page.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *